Como minimizar os efeitos da baixa umidade?

/ / Notícias
Como minimizar os efeitos da baixa umidade?

Temperaturas instáveis e clima seco já fazem parte do dia a dia dos brasileiros, principalmente, daqueles que vivem nas regiões Centro-Oeste e Sudeste. Tais características decorrem dos maus-tratos sofridos pelo meio-ambiente e causam danos à saúde, como ressecamento – de bocas, olhos, narinas, pele – e problemas respiratórios.

Por isso, em dias de baixa umidade, é necessário tomar alguns cuidados com o corpo. Confira os mais importantes listados pela Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo:

  • beba muita água, sucos naturais e água de coco;
  • mantenha a higiene doméstica em dia, evitando o acúmulo de poeira, que desencadeia problemas alérgicos;
  • durma em locais bem arejados e umedecidos. Para ajudar, utilize umidificadores de ar, toalhas molhadas ou reservatórios com água no local;
  • evite banhos quentes, que ressecam a pele, e use cremes hidratantes constantemente;
  • lave olhos e narinas com soro fisiológico para lubrificá-los ou em caso de irritações. O Rinosoro é uma ótima opção para as narinas, já que hidrata suas paredes, facilita a respiração e não tem contraindicação;
  • pessoas com antecedentes de doenças alérgicas, como bronquite e rinite, costumam ter crises e devem procurar um médico para mais recomendações.

Segundo a Defesa Civil, é importante também evitar atividades ao ar livre e exposição ao sol entre 10h e 17h e não praticar exercícios físicos entre 11h e 15h.

E vale lembrar ainda, que o ar condicionado contribui para diminuir a umidade dos ambientes. Portanto, evitar o seu uso é uma boa alternativa.

Fonte: Ministério da Saúde do Estado de São Paulo / Defesa Civil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *